sábado, 11 de fevereiro de 2017

JANEIRO IN FOCO

Missionários - Ronaldo e Joana D´arc  Henzel
Queridos irmãos e parceiros de missão, agradecemos por cada um de vocês, irmãos e igrejas que ora ou contribui para o avanço do Reino de Deus no Sertão do Moxotó. Vivemos em mundo capitalista, as necessidades são maiores que os recursos. Estamos vivemos uma crise econômica que afeta todos. Mas, cremos que as orações que fazemos por vós, a cada manhã é ouvida pelo Senhor. Ele tem cuidado de nós e de vós. Estou me dedicando nas horas vagas a fazer artesanato, e exponho na feirinha da cidade. 
Sonhos que a comunidade tinha em 2005.
Quando se estuda antropologia aprendemos que ao visitarmos um local pela primeira vez, ocorre um tipo de namoro com a cultura. É como se tudo fosse parte de uma paisagem. É lúdico e encantador... Quem vivencia a experiência de estar inserido no contexto, passa a ter uma visão mais próxima da realidade existente em cada lugar.
Os primeiros meses aqui no Sertão, foi de aprendizado e até um certo choque cultural, termo antropológico, simplificando: quer dizer: sentimento estranho, quando enfrentamos estilos de vida, vestimentas, expressões idiomáticas, religião, valores, perspectivas, totalmente diferentes dos nossos. Acontece um encantamento inicial, mas, logo se transforma em um sentimento de impotência. Dar bom dia, boa tarde e não ouvir resposta, ainda soa estranho, até que descobri que não é só conosco que acontece. 
Seguimos em frente, sei que um dia Oásis do Moxotó não será, um mero nome fantasia de um projeto social, que visa transformar um deserto em Oásis. Estamos trabalhando arduamente para que seja um Oásis de vida, com hábitos saudáveis, cujos habitantes honrem a Deus e sua palavra, e vivam em paz.
Os meses foram passando é nosso 9º mês aqui... um somatório de experiências fascinantes ou estranhas vão se tornando, formando um mosaico na mente. Você pensa em falar sobre elas, compartilhar; contudo que a maioria das pessoas estão ocupadas, cada um no seu mundo... Sei que meus irmãos lerão, então, segue alguns relatos.
Em uma das primeiras vezes que precisei comprar crédito para o celular, ao passar o prefixo diferente do que é usado na região. O vendedor disse: ah você não é daqui. Não, mas, agora serei, estou morando nas Baixas. O quê, Baixas? Conheço, tá cá febre, não, MORAR num lugar daquele! Expressão estranha, que usam aqui para dizer: não é possível, ou, só se tivesse doente).
Depois, soubemos que as Baixas, (nome genérico para um agrupamento de sítios na divisa de Manari e Inajá), é muito mal visto pelos moradores das cidades no entorno, por diversos fatores.
  
No ultimo domingo celebramos a ceia do Senhor.
Nas quartas e sábados, realizamos estudos nos lares, tem sido uma ótima oportunidade de pregar o evangelho. Abriu-se mais um lar para realizarmos estudos bíblicos, em um sítio chamado faveira, com acesso bem pior que onde moramos e longe, mas, já aceitamos o desafio.
Aos domingos pela manhã é realizado o culto aqui no templo rural, onde após o louvor as crianças vão para o ministério infantil. Durante a semana, realizamos atividades pedagógicas com as crianças. A frequência nos cultos tem aumentado, a maioria são mulheres, mas, uns 3 homens da comunidade estão vindo aos cultos, um deles, tomou decisão e estamos acompanhando. A família dele é muito envolvida com o baixo espiritismo.
Sabemos que toda mudança é uma construção, um tijolinho de cada vez, leva tempo e dedicação. É preciso estudar o contexto, entender também, que nem todos desejam mudanças. A miséria escraviza, encarar trabalho para vislumbrar mudanças, é para poucos!
MARCADA INAUGURAÇÃO DO CONSULTÓRIO.
 Marcamos a data do primeiro atendimento no consultório odontológico para dia 26 de fevereiro, temos 20 pacientes ansiosos, esperando o grande dia!  Orem pela dentista, a Dra. Lady, ela está com a irmã enferma em São Paulo, temos orado por essa situação e pela disposição dela em servir, vai rodar 460 Km até aqui, (Ida e volta fica o dobro). Vamos custear as despesas de combustível e materiais, ela e o esposo virão se doar atendendo pessoas realmente carentes, que não tem renda para pagar um tratamento.
                 MOTIVOS PARA ORAR & ACONTECIMENTOS
Dias atrás participamos da colação de grau de um casal aqui do sítio, conhecemos eles em 2010 e incentivamos a continuar os estudos. Com todo sacrifício pessoal e pouca estrutura, eles encararam o desafio. Agora são pedagogos formados, foi emocionante a colação de grau. Rita e Missias, são cristãos, juntos nos ajudam a liderar a igreja aqui na comunidade das Baixas.
Há 2 semanas, a mãe de uma adolescente que vem na igreja, fugiu com o esposo da vizinha, deixou 5 filhos em casa com o pai alcoólatra... O homem com quem, ela fugiu, também tem vários filhos... Alguns dias atrás, ambos voltaram para suas casas. O marido aceitou a esposa de volta, e a esposa do outro, fez o mesmo. Traição é coisa corriqueira por estas paragens.
As músicas que eles ouvem somado as novelas, tudo incentiva a traição, pornografia, passar a perna no outro, (igual nas cidades). Por isto, temos doado Cd´s com músicas cristãs, muitos não possuem aparelho de DVD, ouvem a rádio da cidade mesmo.
No ultimo domingo entregamos cestas de
 alimentos para as famílias.
Nesta terra, nem é mais, a seca excepcional (7º anos sem chuvas regulares nesta região) ou a pobreza material que assusta. O que assusta mesmo, é a opressão espiritual, e as expressões da maldade, presente no cotidiano de pessoas que à primeira vista parece inocentes.  
Há muitas rixas, opressão e má vontade entre as famílias; até nós temos sido atacados com pequenas expressões da maldade. Olha, que nos doamos, e doamos alimentos, roupas, mudas de árvores, corto cabelos das crianças, procuramos tratar bem, ser exemplo... Jesus disse que não há um justo sequer, se não houver redenção, todo o resto é de pouco valor.
Eu havia plantado uma roseira ao lado da igreja, ficou sem proteção, vieram animais comeram as folhas, fizemos uma proteção de madeira.... Algum humano enfiou as mãos e quebrou as hastes... Reguei o que sobrou dela, quando as folhas começaram a brotar novamente, lacrei as frestas para proteger). Alguns vizinhos chegaram ofegantes dias atrás...  Joana, Joana, alguém arrancou a roseira que você plantou!
Após ouvir a notícias, senti raiva, mas, não demonstrei. (Lembrei logo da história do campo de abacaxis, (leia na net). Só no final da tarde fui até o local, constatei que a roseira fora arrancada e roubada... 
De posse de sementes de girassol, estava prestes a plantar, quando começou a chegar crianças e pessoas adultas, ficaram ao meu redor, observando...  Uma criança quebrou o silêncio: Tia Joana, se eu for numa casa e vir sua planta, venho lhe dizer! Eu disse: não precisa, talvez a pessoa quem fez isso, esteja precisando de flores no jardim, ficaria feliz, em saber que ela estivesse viva em algum quintal.
Aos poucos fomos descobrindo que nesta parte do Reino sépia, é mesmo um outro mundo, um mundo com suas próprias regras.
                        TEREMOS UM LAR NO SERTÃO, UMA CASA!
Aqui está o início da lar missionário, 
que seja um lugar de acolhimento.
O pessoal da Igreja Batista de Canoas, estarão vindo em julho dar um UP na construção de um lar missionário para nós, isto mesmo! A Cíntia, arquiteta que congrega na igreja, doou o projeto no ano passado durante um jantar que prepararam para nós, com a presença de todas as equipes que já estiveram no Sertão. A IBFC - Canoas tem sido parceira! Está nos enviado uma ajuda mensal). Então, estamos erguendo paredes, para poder estar adiantado quando eles vierem em julho. Eles estiveram aqui, viram a precariedade que é o galpão... Agora temos clamado por chuvas, mas, se chover o local enche d´água. Na época, este galpão feito para realizar ações da ONG Pão é Vida. O pedreiro era um pedreiro de Manari, eu e o Ronaldo ajudamos, pois não tínhamos como pagar mestre se obras... 
O generoso prosperará; quem dá alívio aos outros, alívio receberá. Provérbios 11:25
Dedicamos nossas vidas à missão, se quiser fazer parte ofertando financeiramente; segue dados da contado casal- Caixa Econômica Federal- AG: 1038 - conta poupança: 00009210-1 - operação 013  
(em nome de Joana D´arc de Medeiros Henzel - CPF. 028.159274-89).               E-mail: joanahenzel@gmail.com \ WhatsApp (81) 99752 0140 – Acesse nosso Blog pessoal: www.ronaldoejoana.blogspot.com e mantenha-se informado (a).
Skaype: ronaldo_joanadarc@hotmail.com.

   Escrito por: Joana Darc Henzel 


         

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE SUA MENSAGEM AQUI