sexta-feira, 7 de junho de 2013

RESUMO DE ATIVIDADES - MAIO DE 2013

          Querido irmãos - Que a graça e a paz de Cristo inunde vossos corações 
Nós estaremos saindo de viagem dia 13 de julho de 2013 com destino ao Sudeste, nossos dias em São Paulo são usados com atividades da ONG Pão é Vida e procuramos também rever  nossos parceiros.
Como sabem estamos no campo missionário há cerca de oito anos e saímos daqui somente uma vez por ano, isso ocorre não para descansar, o que seria bom, mas, saímos em busca de fortalecer as parcerias para continuarmos avançando na missão que Deus nos deu para realizar.

                  DIA DE SALVAÇÃO NO SERTÃO
No dia 24 de maio vivemos um momento de grande emoção, o Zé preto entregou sua vida a Cristo horas antes de fazer sua ultima jornada. Há três anos falávamos de Jesus para ele porém dava muita importância, mas nos últimos dias ficou muito doente. Durante uma Ação social em levamos 2 médicos ao Sertão, o encaminharam ao hospital, onde foi internado por alguns dias, apresentou melhoras e voltou para casa.
Ao invés de fazer o tratamento conforme o medico prescreveu, a família achou melhor procurar um rezador que cobrou pelo serviço e prometeu 20 anos de vida ao Zé preto,  uma semana depois voltaram e o quadro era ainda mais grave, porém o rezador  reafirmou que o Zé Preto viveria mais vinte anos. Ele morreu naquela mesma semana...
Sabíamos da gravidade de sua enfermidade, por isso todos os dias, orávamos para que o Senhor desse ao Zé Preto uma oportunidade de abraçar a salvação, Deus proveu os meios! Na quinta feira dia 23 de maio, Seu Zé perguntou a um filho pelo pastor Ronaldo, não tínhamos previsão de ir ao Moxotó naquela semana ... 
Então uma empresa que estava fazendo uma campanha de arrecadação de alimentos para a ONG  finalizou a campanha e nos ligou, então fomos fazer a entrega no Sertão, porque “Quem tem fome tem pressa”.

Chegamos no sitio Baixas e fomos logo na residência do seu ver como ele estava, ele estendeu a mão e perguntou: - o senhor está bem pastor? Ao que respondi afirmativamente, ele disse: - eu estou muito mal, acho que não passo o fim de semana com vida {...} O seu semblante era de profundo sofrimento; falei mais uma vez acerca da eternidade e do Cristo que veio para salvar vidas aquele ancião! 
Antes ele ouvia mas, seu coração estava resistente, agora estava sensível {...} a oração dos justos pode muito em seus efeitos!
Momentos depois de ouvir o evangelho ele abriu seu coração para Jesus como seu Salvador, pediu em alta voz com lágrimas nos lhos que Jesus o perdoasse, e o recebesse no lar celeste...
A seguir se dirigiu aos filhos e irmãos fez 3 pedidos:  Que o sepultassem em sua própria terra, que o vestissem com as roupas que ganhara do pastor, não queria reza no seu velório, pois havia entregado sua vida a Cristo e seu coração agora era de Jesus.
Minutos depois de fazer os pedidos, enquanto trocavam sua roupa, ele apertou o braço do irmão que o apoiava e pronunciou suas últimas palavras: - Apolônio você ouviu as palavras do pastor? Aquele homem falou a verdade, agora eu entendo e espirou no mesmo instante, seu rosto agora sem vida aparentava plena paz.       
Cremos que o fato daquele patriarca entregar sua vida a Cristo se posicionando firmemente em não querer reza! Nos deu a oportunidade de durante o sepultamento diante de uma cova funda, rasgada no barro duro, pregar que Jesus Cristo abriu um caminho para o céu que pode ser trilhado, por seus filhos e netos, eles saberão e ouvirão daqui pra frente que um rezador prometeu vida, mas, não cumpriu, porém, Jesus pode dar  a vida eterna a todos que o aceitam.
O irmão de Se Zé, o Apolônio, confeccionou artesanalmente um chinelo de couro para colocar no pé do Zé preto para sua última jornada, (e assim que fazem na cultura deles), porém nós sabemos que ele partiu com Jesus Cristo que nos mandou calçar as sandálias da propagação do evangelho, e fazendo isso podemos levar a luz de Jesus para locais que vivem em densas trevas.  Louvamos a Deus, porque houve salvação no Sertão!
                                                  LEIA PARA SABER SOBRE NOSSOS PLANOS FUTUROS
Temos o alvo de continuar servindo a Deus de tempo integral aqui no interior do Nordeste e com objetivo de passar mais tempo na zona rural de Inajá, região onde habitam mais de 13.000 mil sertanejos, porém são sítios muito pobres e ainda não há redes de comunicação como; internet e telefonia. 
Ao longo desses oito anos temos trabalhando com vidas e implantando diversos projetos aqui como; cursos de costura, informática, cabeleireiro e inglês, oficinas de arte e escolinha de futebol.  Esses projetos existem e visam o desenvolver potencialidades e alcançar pessoas com o evangelho.  
Precisamos de pessoas que nos ajudem com os custos operacionais,  reconhecemos não ser tarefa fácil dar continuidade a projetos sociais diante dos muitos paradigmas que ainda impedem o avanço da missão integral no meio cristão na atualidade.
      UMA BREVE PALAVRA SOBRE PERMANECER NO CAMPO
Algumas pessoas e igrejas se mantiveram fiéis ao longo do tempo contribuindo com as ações e projetos. Somos gratos a Deus por essa dedicação, outras pessoas não deram continuidade ao compromisso, sabemos que todos possuem seus motivos, não fazemos aqui um juízo de valores, porém se for levado em conta que os produtos serviços de primeira necessidade e mesmo os alimentos tiveram uma vertiginosa elevação de preços, não será possível continuar como missionários de tempo integral desenvolvendo os projetos sem o apoio de novos parceiros ministeriais.
Poderíamos largar tudo aqui e voltar a trabalhar secularmente, porém sempre dizemos algo interessante; Há muita gente para trabalhar como um publicitário, um representante comercial, uma cabeleireira, uma Design ou Assistente social... Será que temos muitos candidatos dispostos a largar essas profissões para se doar como missionários nos rincões do mundo? Muitas vezes sofremos aqui por inúmeros fatores, mas, sempre oramos e consideramos ser um grande privilégio fazer parte da história que Deus está escrevendo.
                                                                   UM TRABALHO DESAFIADOR
No ano de 2008 aceitamos o desafio de revitalizar uma pequena igreja Batista no interior de Pernambuco. Nos primeiros anos recebíamos uma pequena ajuda de custo {...} Depois da revitalização da igreja, oramos por um novo desafio, e em 2010 construímos a congregação (II templo da igreja) em um terreno que igreja possuía. Essa missão envolveu a realização de cantinas e até botar a mão na massa, ajudando os pedreiros durante toda a construção. Está pronta há dois anos e pessoas estão ali congregando.
Durante esses anos de parceria com a igreja local sempre fizemos tudo de todo coração até o que não era atribuição nossa, mas víamos que havia a necessidade e fazíamos.
Gastamos a vida fazendo a obra de todo coração, porém nunca deixamos de ir ao Sertão Nordestino realizar ação social e pregar para o “invisíveis de lá.”
O trabalho no Sertão é apaixonante, sempre foi feito sem ajuda financeira da igreja local que ajudamos revitalizar, uma vez que essa não dispõe de recursos para isso. 
Sempre foi um desafio ir levar as boas novas aquela pessoas por se tratar de ser na Zona Rural do município mais pobre do país, (Distante de onde estávamos 315 Km) 
No ano de 2010 com a igreja mais estruturada após discipular e batizar as pessoas novas que iam chegando... Sugerimos que a igreja construísse uma congregação num dos sítios do Sertão, porém a igreja não demonstrou interesse.
Quem vai querer construir igreja num lugar onde 82% da população vivem espalhados em sítios, muitas famílias analfabetas e vivendo em situação de extrema miséria?
Deus foi provendo doações de tijolos e telha e cimento  através de uma irmã cristã que é viúva, e ama missões. Assim construímos um galpão bem simples com banheiro para apoio nas atividades que antes eram realizadas ao ar livre com temperatura média de mais de 40 graus.
A educação é a mais ferramenta de transformação social, numa comunidade onde mais de 90% dos adultos é analfabeta e esse índice não muda muito na população mais jovem, falar de Jesus é um desafio... Eles não sabem nada sobre o cristianismo e sem saber ler, só nos resta contar histórias bíblicas numa linguagem simples e dar exemplo servindo a comunidade e sonhar com um projeto educacional que está sendo regado com oração.
Já participamos de congressos, simpósios e capacitações onde dizem se importar com a “realidade sertaneja”, quando buscamos mais a fundo sobre possíveis parcerias e apoio, vemos que muita coisa existe no campo das ideias.

10 anos atrás quando falávamos em vir fazer missões no Sertão éramos amedrontados com frases desencorajadoras. As pessoas diziam que ser um missionário aqui era difícil e houve quem dissesse: - Eu admiro a disposição de vocês, mas não teria coragem de deixar a minha família, casa e coisas e morar dentro de um ônibus
Saímos do Rio Grande do Sul deixando muitas pessoas pensando que éramos loucos, talvez por que gastamos rendimentos da vida secular comprando o Motor Home, uma moto, pagando seminários e cursos... Tudo o que queríamos era estarmos preparados para a missão de servir ao povo sertanejo pelo tempo determinado pelo Senhor da Seara.
Esse desprendimento não era obra nossa e sim do Criador que estava em obras no nosso coração ...
Certa vez em viagem pelo Nordeste ouvimos uma música que marcou nossa vida e aguçou a vontade de falar de Cristo aos povos do Sertão,  a música era “Coração Nordestino”, mais tarde soubemos ser de uma Banda chamada Sal da terra...
Atualmente muitos falam no Sertão Nordestino e há até os que fazem discurso para arrecadar fundos dizendo amar os povos do Sertão, mas, não pisam na terra seca para mostrar a dedicação.
É lamentável ver que líderes cristãos de renome usando a causa de missões nos rincões do Brasil com intuito de se promover e arrecadar fundos, enquanto dezenas talvez centenas de missionários gastem a vida no Sertão fazendo a obra missionária com tanta dificuldade.
                                   MOTIVOS  PARA ORAR POR NOSSAS VIDAS E MINISTÉRIO
  • Por nossas vidas e para que Deus nos fortaleça para continuarmos nos ministério que Ele nos concedeu.
  • Pela comunidade Santo Antônio onde há 5 anos atuamos pregando a palavra e ensinando as crianças, precisamos ter mais pessoas para ajudar com as atividades.
  • Por novas conversões no Sertão do Moxotó, pela união das famílias e para que Deus envie chuvas para essa parte do Sertão onde caiu uma única chuva, insuficiente para juntar água nos açudes a barreiros.
  •  Pelos cursos da ONG que estão acontecendo aqui no Agreste de PE, pelos alunos que estão tendo oportunidade de aprender informática, costura e Inglês, também guardem no coração os ensinos de Cristo transmitidos a eles antes das aulas.
  • Por sustento financeiro para manutenção dos projetos, e pelos parceiros para que sejam fieis, só assim que possamos continuar avançando.
  • Pelas pessoas alcançadas que estão sendo discipuladas, elas já estão se integrando a igreja Batista e irão se batizar em final de junho de 2013.
  • Pela libertação de Marquinhos, conseguimos com parceiros uma carta de emprego, ele já cumpriu parte da pena e continua trabalhando no presídio, aguardando liberdade condicional. cerca de 2 meses atrás o jornal mais importante de Pernambuco fez uma reportagem sobre “detentos e a educação”, e Marcos foi citado como exemplo pelo empenho na escola do presídio. Ele é formado em Pedagogia.
 Entre em contato conosco pelo Email: ronaldo_joanadarc@hotmail.com - Fones: TIM (81) 9752 0140 ou 9278 9315 (CLARO). 
SE DESEJAR ABENÇOAR FINANCEIRAMENTE A VIDA DO CASAL SEGUE OS DADOS: CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - AG: 1038 – OPERAÇÃO 013 – CONTA 9210 -1 - EM NOME DE JOANA DARC DE MEDEIROS HENZEL - CPF 028.159.274.89.
ACESSE NOSSO BLOG DE MISSÕES: 
www.ronaldoejoana.blogspot.com e conheça as ações realizadas.
                                Missionários: Ronaldo e Joana D´arc Henzel

.       

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE SUA MENSAGEM AQUI