terça-feira, 19 de julho de 2011

I IGREJA BATISTA S. C.C COMEMORA 63 ANOS DE EXISTÊNCIA

I IGREJA BATISTA – COMEMORA 63 ANOS DE EXISTÊNCIA NA CIDADE DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE
A Primeira igreja Batista em Santa Cruz do Capibaribe esteve em festa no mês de julho de 2011, quando comemorou seus 63 anos de existência.
As Celebrações ocorreram dias 16 e 17 de julho. O Pr. Jeová Pereira que esteve à frente da igreja por 10 anos foi o preletor, ele falou sobre a trajetória da igreja ao longo dos anos.  No domingo dia 17 houve batismo e ceia do Senhor, a igreja estava repleta de pessoas que vieram cultuar a Deus e celebrar junto à igreja mais um ano de vitória.

Há 3 anos a igreja está sendo liderada pelo Pr. Ronaldo Henzel e sua esposa, a missionária Joana D´arc, o casal é fundador da ONG Pão é Vida que desenvolve um trabalho social e missionário há mais de 6 anos, quando deixaram o Rio Grande do Sul para evangelizar o Nordeste).
 A família Batista em Santa Cruz do Capibaribe está crescendo, o II templo Batista na cidade foi inaugurado dia 01 de agosto de 2010 na Rua Assis Severino Chagas, 304 - Bairro Cruz Alta. 11 novos convertidos que foram discipulados nos últimos meses desceram as águas durante a celebração do aniversario de 63 anos de fundação da PIB em Santa Cruz.
Um grupo de crianças da comunidade Santo Antônio, no bairro Pedra Branca,  estiveram louvando a Deus durante a programação de aniversario. Há 3 anos as famílias dessas crianças vem sendo acompanhadas pela igreja. Em 2008 foi iniciado um trabalho de visitação, ação social e cuidado pastoral no local onde as famílias viviam. O objetivo agora é construir um templo na comunidade, atualmente o trabalho é realizado na casa do irmão Laudjane.
A igreja vem realizando um belíssimo trabalho de integração e evangelismo nas casas além de mutirões de ação social, onde outras igrejas Batistas do Agreste e Sertão têm recebido apoio através de intercâmbios que promovem evangelismo e ação social.
Segundo o pastor Ronaldo Henzel, vivemos um momento singular na história do cristianismo. Jesus está voltando, temos potencial e ferramentas para mudar toda uma geração, a nossa geração precisa ouvir o evangelho, não será a próxima geração que fará isso, cabe a nós essa tarefa.
O alvo é alcançar vidas e transformar corações pelo poder da palavra de Deus.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

DEUS CRIOU O MAL? DEUS TRANSFORMA MALVADOS

Ganhamos um jardim para cuidar, destruímos
ele a cada dia
“Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu, o SENHOR, faço todas estas coisas” (Is 45.7).

Sempre que se debate o assunto do mal, a tendência é apontar um responsável. Aliás, este é um comportamento intrínseco à natureza humana: colocar a culpa em alguém para se inocentar. No versículo que introduz esta matéria vemos claramente que o Senhor reclama ser o criador de todas as coisas, inclusive do mal. Destarte, o próprio texto bíblico já se incumbiu de responder a nossa pergunta. Todavia, a questão é mais complexa do que isso e não pode ser reduzida à objetividade desta resposta. Há considerações que não podem ser desconsideradas nesta resposta. O que podemos entender da afirmação de que Deus criou o mal? O que é o mal? Em quais sentidos Deus seria o responsável pelo mal? Por que Deus não aniquila o mal? Por que Deus criou este mundo?
Neste artigo, propomos uma rápida reflexão sobre esta “culpa” que tanto massageia o ego dos céticos, e faremos isto retomando alguns aspectos da matéria “O problema do mal”, escrita por Greg Bahsen e publicada nesta edição de Defesa da Fé como texto de capa.
Todos o dias fazemos inúmeras escolhas
 erradas, por isso, o mal avança
  A gênese do mal
Deus é bom, e criou criaturas boas com uma qualidade denominada livre-arbítrio. Infelizmente, as criaturas de Deus usaram este poder, que é bom, para trazer o mal ao Universo. E como fizeram isso? Ao se rebelarem contra o Criador. Então, o mal surgiu do bem, não direta, mas indiretamente, pelo mau uso do poder bom chamado liberdade.
Desta forma, Deus é responsável por tornar o mal possível, mas as criaturas livres são responsáveis por torná-lo real.
Diante disso, conclui-se que, de alguma forma, o mal se relaciona a Deus, porém, se o crente prega que o mal não é algo separado de Deus e, ao mesmo tempo, não pode proceder de seu interior, então o que é o mal? O problema da criação não pode ser simplificado nas seguintes premissas:
1. Deus é o Autor de tudo o que existe
2. O mal é algo que existe
3. Logo, Deus é o Autor do mal
Concordar que Deus não criou todas as coisas é negar sua soberania. Todavia, admitir que Ele causou todas as coisas e que o mal faz parte dessas coisas é reconhecer que Deus causou o mal. Entretanto, os crentes respondem que o mal não é uma coisa ou substância, antes, é a falta ou a privação de algo bom que Deus fez. Assim, o mal é a corrupção das substâncias boas que Deus criou. É como a ferrugem em um carro ou a podridão em uma árvore. O mal não é algo em si só. Existe somente em companhia de outra coisa, mas nunca sozinho.
Dizer que o mal não é algo, mas uma falta nas coisas, não é o mesmo que afirmar que ele não é real. Temos de entender que privação não é o mesmo que simples ausência. A visão está ausente na pedra assim como no cego, mas a ausência de visão na pedra não é privação, pois a privação é a ausência de algo que deveria estar ali. Já que a pedra, por natureza, não deveria ver, ela não está privada de visão. Logo, o mal é a falta real nas coisas boas, como o cego pode testemunhar. O mal não é uma entidade real, mas a corrupção real em uma entidade real.
Esta corrupção que atinge o homem para que possa transformar a possibilidade do mal em realidade se chama ação. Mas é preciso tomar cuidado para não levar a depravação humana tão longe a ponto de destruir a habilidade de pecar. Um ser totalmente corrompido nem existiria. Não pode haver o mal supremo, pois, apesar de o mal reduzir o bem, jamais poderá destruí-lo completamente, porque se o bem fosse totalmente destruído o próprio mal desapareceria, já que seu sujeito, ou seja, o bem, não existiria mais.

Transformar malvados é mais difícil
do que destruir o mal,
`Deus transforma malvados.
A ocorrência do mal
Por que Deus, na sua onipotência, não destrói o mal?
Mesmo um ser onipotente como Deus não é capaz de fazer qualquer coisa para mudar esta tendência humana. Explicando. Deus jamais forçaria as pessoas a escolher livremente o bem, porque a liberdade forçada seria uma contradição à sua Palavra. Logo, Deus não pode destruir literalmente todo o mal sem aniquilar o livre-arbítrio. A única maneira de destruir o mal seria destruindo o bem do livre-arbítrio. Logo, se Deus destruísse todo o mal, teria de destruir também todo o bem do livre-arbítrio. Mas, apesar de Deus não aniquilar o mal, Ele pode (e irá!) derrotá-lo e, ao mesmo tempo, preservar o livre-arbítrio. Assim, ainda que o mal não possa ser destruído sem destruir o livre arbítrio, ele pode ser derrotado.
A finalidade do mal
Deus tem uma determinação para tudo e, por conta disso, nos permite conhecer um bom propósito para a maior parte do mal. Por exemplo, a habilidade que temos de sentir dor possui um bom propósito. C. S. Lewis declarou que “a dor é o megafone de Deus para advertir o mundo moralmente surdo”.
Além disso, temos de ponderar que parte do mal é produto do bem e que Deus é capaz de extrair coisas boas do mal. Também, temos de entender que nem todo evento específico no mundo precisa ter um bom propósito. Apenas o propósito geral precisa ser bom. Certamente, Deus tinha um bom propósito para criar a água (sustentar a vida), mas afogamentos são um dos subprodutos malignos. Assim, nem todo afogamento específico precisa ter um bom propósito, apesar de a criação da água ter tido. A bem da verdade, muitas coisas boas seriam perdidas se Deus não tivesse permitido que o mal existisse.
Isso não significa que este mundo seja o melhor mundo possível, mas que Deus o criou como a melhor maneira de atingir seu objetivo supremo do bem maior.
 "Modelo em transe"
publicada na revista Vogue.
O mal como um problema que pode ser evitado
Se Deus, por sua onisciência, sabia que o mal ocorreria no mundo, então, por que criou este mundo? O Senhor poderia não ter criado nada; ou ter criado um mundo onde o pecado não pudesse ocorrer. Ou, ainda, criar um mundo onde o pecado ocorresse, mas que todos fossem salvos no final. Logo, segundo os descrentes, Deus não fez o melhor.
Entretanto, é necessário ter em mente que Deus não precisa fazer o melhor, mas apenas fazer o que é bom. Mas será que outra alternativa seria realmente melhor que este mundo? Absolutamente.
A ausência de mundo não pode ser melhor que o mundo. “Nada” não pode ser melhor que “algo”.
Um mundo livre, onde ninguém peca, ou mesmo um mundo livre, onde todos pecam e depois são salvos é concebível, mas não é atingível. Enquanto todos forem realmente livres, sempre será possível que alguém se recuse a fazer o bem. Se Deus não permitisse o mal, então as virtudes mais elevadas não poderiam ser atingidas. Não há como experimentar a alegria do perdão sem permitir a queda no pecado.
O cristão sabe da realidade do mal e, dentro de sua limitação, se esmera por evitá-lo. Ninguém pode demonstrar um mundo alternativo melhor que o mundo proposto pelo cristianismo. Não podemos nos esquecer que Deus ainda não terminou a sua obra, e muitos menos que as Escrituras prometem que algo melhor será alcançado. A fé do crente é que este mundo é o melhor caminho para o melhor mundo atingível.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

APRENDENDO A REJEITAR O MAL

Viver com Cristo é a saída, a maior e mais esplendorosa aventura que alguém pode experimentar! É ter a certeza de possuir um destino e uma identidade que durarão eternamente.


GÊNESIS 39: 1-15 – A tentação enfrentada pelo jovem José...
E JOSÉ foi levado ao Egito, e Potifar, oficial de Faraó, capitão da guarda, homem egípcio, comprou-o da mão dos ismaelitas que o tinham levado lá. E o SENHOR estava com José, e foi homem próspero; e estava na casa de seu SENHOR egípcio. Vendo, pois, o seu senhor que o SENHOR estava com ele, e tudo o que fazia o SENHOR prosperava em sua mão, José achou graça em seus olhos, e servia-o; e ele o pôs sobre a sua casa, e entregou na sua mão tudo o que tinha. E aconteceu que, desde que o pusera sobre a sua casa e sobre tudo o que tinha, o SENHOR abençoou a casa do egípcio por amor de José; e a bênção do SENHOR foi sobre tudo o que tinha, na casa e no campo. E deixou tudo o que tinha na mão de José, de maneira que nada sabia do que estava com ele, a não ser do pão que comia.

E José era formoso de porte, e desemblante. E aconteceu depois destas coisas que a mulher do seu senhor pôs os seus olhos em José, e disse: Deita-te comigo. Porém ele recusou, e disse à mulher do seu SENHOR: Eis que o meu senhor não sabe do que há em casa comigo, e entregou em minha mão tudo o que tem; Ninguém há maior do que eu nesta casa, e nenhuma coisa me vedou, senão a ti, porquanto tu és sua mulher; como pois faria eu tamanha maldade, e pecaria contra Deus? E aconteceu que, falando ela cada dia a José, e não lhe dando ele ouvidos, para deitar-se com ela, e estar com ela, Sucedeu num certo dia que ele veio à casa para fazer seu serviço; e nenhum dos da casa estava ali; E ela lhe pegou pela sua roupa, dizendo: Deita-te comigo. E ele deixou a sua roupa na mão dela, e fugiu, e saiu para fora. E aconteceu que, vendo ela que deixara a sua roupa em sua mão, e fugira para fora, Chamou aos homens de sua casa, e falou-lhes, dizendo: Vede, meu marido trouxe-nos um homem hebreu para escarnecer de nós; veio a mim para deitar-se comigo, e eu gritei com grande voz; E aconteceu que, ouvindo ele que eu levantava a minha voz e gritava, deixou a sua roupa comigo, e fugiu, e saiu para fora.

Quantos jovens hoje estão tendo atitude daquela mulher? Quantos jovem conseguem ter a firmeza de José nesse mundo hoje?

CAMINHADA RUMO AO FRACASSO ESPIRITUAL ...
1º A NEGAÇÃO DAS VERDADES ABSOLUTAS - Rejeita se completamente a idéia de existir uma verdade absoluta.
 REJEIÇÃO DE UM ÚNICO DEUS - Somos deuses é a palavra do momento... você não precisa de alguém lhe dizendo o que fazer, dizem os sábios deste mundo!
Divine-se - um exemplo de movimento baseado nas mentiras da reencarnação. Hebreus 9:27 mostra que ao homem está destinado morrer 1 vez...
3º HEDONISMO - Do grego hedone, prazer, doutrina que considera o pra
zer como a essência da felicidade ou que exalta o prazer como suprema norma moral.
A mídia mundial trabalha forte nisso. Vemos agora, "o exemplo" Lady Gaga, é considerada uma das mais influentes "personalidades da atualidade". Sua músicas clipes possuem insinuações á pratica de orgias e ao comportamento sexual bizarro.
A cultura do mundo é inimiga das verdades da palavra de Deus. Há muitamaldade escondida atrás da cultura... Infanticídio, mutilação de mulheres, abuso sexual.

Muçulmanos casam com meninas para garantir que sejam virgens. Isso pode ser aspecto de uma cultura, mas, é desumano...

CAMINHADA RUMO A VITÓRIA ESPIRITUAL...

A mensagem de Cristo é Supra-cultural, está acima de qualquer cultura... DEUS AMOU O MUNDO, não uma etnia, um país.
1º ASSIM COMO JOSÉ, VENÇA A TENTAÇÃO - Gênesis 39: 6 -13
José tinha princípios, sua vida era regida por verdades absolutas, nósprecisamos decidir o que vai reger nossas vidas, se o relativismo e as mentiras das trevas, ou a verdade que é a palavra de Deus.
I João 2:14 - Eu vos escrevi, pais, porque já conhecestes aquele que é desde o princípio. Eu vos escrevi, jovens, porque sois fortes, e a palavra de Deus está em vós, e jáVencestes o maligno.
2º BUSCAR SANTIFICAÇÃO E COMPROMETIMENTO - Romanos 12 :1 -Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.
3º UM CORAÇÃO QUE APRENDE REJEITAR O MAL - Salmo 119: 28-33
A minha alma consome-se de tristeza; fortalece-me segundo a tua palavra. Desvia de mim o caminho da falsidade, e concede-me piedosamente a tua lei.
Escolhi o caminho da verdadepropus-me seguir os teus juízos. Apego-me aos teus testemunhos; ó SENHOR, não me confundas.Correrei pelo caminho dos teus mandamentos, quando dilatares o meu coração. Ensina-me, ó SENHOR, o caminho dos teus estatutos, e guardá-lo-ei até o fim.
É POSSÍVEL VENCER, JESUS OROU POR NÓS: João 17: 11-18. Ele sabia que não seria fácil para nós...
Que Deus nos capacite continuar lutando e rejeitando o mal em nossas vidas.
Pr. Ronaldo e Joana Darc

segunda-feira, 4 de julho de 2011

SOLIDARIEDADE É QUESTÃO DE PRIORIDADE

Ao chegar da região das enchentes durante a tarde do dia 21 de maio de 2011, planejei tomar um longo banho e depois correr para atender outras demandas do dia...
Antes de entrar no chuveiro alguém bateu na porta, estava sozinha e confesso que “PENSEI ALTO” nem entrei no banho, que "HORA RUIM" pra CHEGAR alguém...
Ao abrir vi eram adolescentes de uma escola arrecadando donativos para os desabrigados...
Como demorei um pouco para abrir a porta, elas não conhecendo a minha realidade podem ter pensando" que má vontade em nos atender".
O fato é que todos enfrentamos "MÁ VONTADE" EM DIVERSOS MOMENTOS DA VIDA, seja ao nos dirigirmos a uma loja e sermos mal atendidos, ou quando vamos ao banco, e aquele funcionário está quase saindo para o  almoço e quer "SE LIVRAR" do cliente...
Acreditem, eu também já enfrentei e continuo enfrentando má vontade, até para conseguir donativos que são entregues sempre em companhia de voluntários ou daqueles que doam. 
- ENCHENTE DE NOVO, esse povo tem é que sair de dentro do rio... Ouvi frases assim:
- A PREFEITURA gastou "horrores de dinheiro" fazendo festa de São João...
- CADÊ OS GOVERNANTES PRA AJUDAR ESSE POVO? 
Não pensem que não faço essa pergunta também, mas, perguntas não aliviam o sofrimento das pessoas.
Aquelas meninas estavam pedindo donativos para os desabrigados, uma linda atitude, elas estavam cumprindo a sua responsabilidade individual, não importa o quanto elas precisassem esperar alguém para abrir a porta...
Todos temos prioridades, no entanto, quando nos colocamos no lugar do outro, se torna mais fácil ter uma ATITUDE SOLIDÁRIA.
Dia 21 de maio de 2011 estivemos em Catende / PE, um dos 9 municípios em estado de calamidade pública em Pernambuco.
Fomos acompanhados por Davi e pela voluntária Elda, que é natural do município de Catende. Na ocasião, levamos alimentos, roupas e cobertores. 
As famílias terão que ficar nas barracas que foram montadas dentro de um ginásio de esportes até o mês de agosto, quando terá passado a época das chuvas. 
A defesa civil proibiu que voltassem para os locais afetados pelas chuvas..
Havia barracas que abrigavam 4 pessoas, outras abrigam até 10 pessoas. o ginásio  possui apenas 1 banheiro para cerca de 150 pessoas usar entre adultos e crianças.
Fui procurada 2 semanas atrás por uma educadora de Catende que nos pediu encarecidamente para que fôssemos levar alguma ajuda novamente para as famílias.
Ela afirmou que a situação era mais crítica do que a primeira vez que estivemos lá, segundo ela, as famílias não estão recebendo cestas básicas.
Nos mobilizamos para na sexta feira, dia 01 de julho de 2011 ir até Catende levando alimentos para doar para essas famílias.
Reiniciamos a campanha para arrecadar donativos e durante dias NÃO RECEBEMOS NADA, nenhum quilo de alimento... até que 3 dias antes da viagem, começaram chegar alimentos. Deus sabe com quem pode contar... Ele sabe que havia em nós o desejo de irmos, mas, não tínhamos as doações.

Dia 1 de julho estivemos exibindo o filme Madalena, liberta da culpa, no ginásio de esportes para a todos os que estão vivendo ali, depois de serem atingidos pelas chuvas em 2011. Por causa de parceiros mantenedores da Pão é Vida, levamos cestas de alimentos, leite  e fraudas.
Agradecemos a Rota do Mar e Riva tecidos pelos alimentos doados para essa ação de solidariedade e amor.