sábado, 8 de janeiro de 2011

O POVO BRASILEIRO SEMPRE PAGA A CONTA


 08/01/11 - 10h - Deputados e seus parentes usam direito a passaporte diplomático para fazer turismo, relata jornal paulista
O jornal “O Estado de São Paulo” diz hoje que “a regra para emissão de passaportes diplomáticos tem sido usada pelos deputados e parentes para conhecer o mundo e literalmente fazer turismo”. Pelo menos 2 terços desses passaportes solicitados pela Câmara dos Deputados ao Itamaraty, entre fevereiro de 2009 e este começo de ano, foram para mulheres, maridos e filhos dos parlamentares. Desde 2009, a Segunda Secretaria da Câmara solicitou 662 vistos para viagens de deputados e parentes que têm o documento especial. Desses, 577 foram para "turismo", segundo o jornal. O Senado informou que requereu ao Itamaraty nos últimos 2 anos a emissão de "70 a 80" passaportes especiais. O total de documentos diplomáticos solicitados pelo Senado anualmente ou nos últimos 8 anos é mantido em sigilo.

          FARRA DAS PASSAGENS  E AS VIAGENS PAGAS PELOS CONTRIBUINTES
Dirigentes e líderes partidários financiaram dezenas de viagens ao exterior de familiares e amigos, revela reportagem publicada na edição deste domingo da Folha (íntegra disponível para assinantes do jornal e do UOL).
A partir de uma lista de bilhetes aéreos obtida pela reportagem assinada pelos jornalistas Leonardo Souza, Adriano Ceolin e Eduardo Scolese, foi constatado que nomes como Mário Negromonte (PP-BA), José Carlos Aleluia (DEM-BA), Ricardo Berzoini (PT-SP) e Rodrigo Maia (DEM-RJ) beneficiaram parentes com bilhetes áreos pagos pela Casa.
Além deles são citados Ciro Gomes (PSB-CE), ex-candidato ao Planalto; José Genoino (PT-SP), ex-presidente do PT; Armando Monteiro Neto (PTB-PE), presidente da Confederação Nacional da Indústria; e Vic Pires (DEM-PA), ex-candidato a corregedor da Câmara.
Os deputados alegam que o regimento não proíbe esse tipo de uso. As medidas anunciadas nessa semana não fazem referências a viagens para o exterior.
Outro lado
Maia confirmou que cedeu passagens aéreas de sua cota pessoal para parentes. "Foram viagens em que coincidiram passeio e trabalho", alega.
Aleluia confirmou ter viajado com a mulher e filho com verba da Casa. Irritado, defendeu que é preciso haver tratamento igualitário entre Legislativo e Executivo, já que a primeira-dama Marisa Letícia viaja com o presidente Lula.
Pires disse que devolverá as passagens se preciso e Neto disse que a emissão das passagens se sustenta em normas da Câmara. Negromonte disse que somente conseguiu emitir passagens a Nova York para ele e cinco familiares por ter economizado com viagens à Bahia.
Já Monteiro Neto disse que a emissão das passagens se sustenta em normas da Câmara.
Genoino, Ciro e Berzoini não foram localizados.
Leia a reportagem completa na Folha deste domingo, que já está nas bancas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE SUA MENSAGEM AQUI