segunda-feira, 6 de setembro de 2010

NOVA ROUPAGEM, VELHO ENGANO...

UMA AMEAÇA A CIVILIZAÇÃO CRISTÃ.
Gênesis. 3: 5 Serei como Deus, disse a serpente!

Planos da Nova Era: formar uma Nova Ordem Mundial, um Novo Governo Mundial e uma Nova Religião Mundial, cujo objetivo é o domínio do mundo para um mundo "novo e perfeito". Todas as características do Anti-Cristo.
Impregnado de mística esotérica de origem oriental, o movimento denominado Nova Era, como uma verdadeira serpente naja, seduz muitas almas que dele se aproximam, hipnotizadas por seu encanto mágico e pela promessa de “ser como deus”.
Estamos sendo, na realidade, agredidos por uma invasão silenciosa de um dos maiores inimigos do Cristianismo.
Nestes dois mil anos de cristianismo, nunca a sociedade esteve tão influenciada por idéias ocultistas, esotéricas, mágicas ou pseudo-místicas, como nos dias de hoje.
Opinião do diretor da “Folha de S. Paulo”, Otávio Frias Filho sobre o momento que vivemos.
Todos os deuses, todas as crenças, todos os sistemas religiosos serão aceitos ao mesmo tempo. Como os antigos romanos, toleraremos todos exatamente por não acreditar a fundo em nenhum deles. Nossa fé se reduziu à crença numa energia cósmica qualquer, uma "força". [...] Gnomos, espíritos, magos, anjos, duendes, demônios
Nova Era: o disfarce sedutor do mal
O Movimento Nova Era (MNE) é a reunião de várias correntes esotéricas diferentes que, agora falando a mesma língua, almejam, segundo seus adeptos, o fim da chamada Era de Peixes e a instauração da Era de Aquários.
Durante as perseguições romanas, os primeiros cristãos usavam alguns símbolos como identificação de sua Fé. Um deles, era o peixe, que em grego, escreve-se ixtus, cujas letras são as iniciais de Iéssus Xcristós Teou Yiós Sotér (Jesus Cristo, Filho de Deus, Salvador).
Essa Era de Peixes, que desejam extinguir, significa o Reino de Cristo na História, o cristianismo!
Para alcançar seus objetivos, tais organizações não raramente se revestem de uma aparência cristã e difundem mensagens pacifistas, ecológicas e filantrópicas. Todavia, por trás dessa capa, seguem elas uma doutrina esotérica e iniciática.
Já Nosso Senhor advertia: “Guardai-vos dos falsos profetas, que vêm a vós disfarçados de ovelhas, mas por dentro são lobos ferozes. Pelos seus frutos os conhecereis” Mateus 7, 15.
O cristianismo: Revelação de Deus a humanidade
"Não penseis que vim revogar a Lei e os Profetas. Não vim revogá-los, mas dar-lhes pleno cumprimento, porque em verdade vos digo, até que passem o céu e a terra, não será omitido nem um só i, uma só vírgula da Lei, sem que tudo seja realizado”
O que a nova era diz da religiões cristãs?
A doutrina da Nova Era é esotérica, isto é, tem sua parte principal escondida, oculta, acessível apenas a pessoas iniciadas, que são lentamente levadas a negar o cristianismo.
Para essa transformação interna de cada homem, tais organizações utilizam rituais e práticas específicas, através das quais difundem sua doutrina, de fundo panteísta. Como veremos, essa doutrina não passa de uma reedição das antigas heresias panteístas, agora com roupagem nova.
“A Conspiração Aquariana” — manual da Nova Era
A Nova Era não se apresenta como um movimento unificado, sob a direção de um líder único, mas é uma constelação de pequenos movimentos.
Podemos caracterizar o Movimento Nova Era como uma grande mobilização de pequenos grupos, dispersos em diversos locais mas unidos no mesmo pensamento e objetivo, que formam uma enorme rede de ação e abrange centenas de entidades, instituições e grupos, sem que todos necessitem estar em contato ou mesmo se conhecer. Ao menos é assim que ele é apresentado.
“Cada segmento de uma rede é auto-suficiente. Não se pode destruir a rede pela destruição de um dos líderes ou de algum órgão vital. O centro — o coração — da rede se encontra em todos os lugares. A Conspiração Aquariana é, na verdade, uma rede de muitas redes destinadas à transformação social. [...] Seu centro está em toda a parte. [...] A Conspiração não pode ser detida, porque é uma manifestação da mudança nas pessoas”.
Fazem parte desse movimento entidades como: Grande Fraternidade Universal, Nova Acrópole, Universidade Holística, Sociedade Internacional de Meditação, Centro de Estudos de Antropologia Gnóstica, Eubiose, Sociedade Teosófica, A Grande Pirâmide do Lago, Rosa Cruz Áurea, Perfeita Liberdade, Cidade da Paz, Movimento para Consciência de Krishna, Cadeia Mental Universal, Ordem dos 49, Clube Naturalista de Preservação da Vida, Himalaya Consultoria Vivencial, Abrasca (Associação Brasileira de Comunidades Alternativas), Legião da Boa-Vontade, Centro de Pesquisas de Discos Voadores, Fraternidade da Cruz e do Lótus etc.
Paulo já previa numa de suas epístolas que as pessoas iriam seguir mentiras e negar a fé...
I Timóteo 4:1 nos alerta:
“O Espírito diz expressamente que nos últimos tempos alguns homens renegarão sua fé, dando atenção a espíritos sedutores e doutrinas demoníacas”
Amar a Deus sobre todas as coisas... (Marcos, 12, 30)
Todavia, para os adeptos da Nova Era, não é a Deus que devemos conhecer e amar, mas a nós mesmos... Pois, segundo imaginam, Deus não é superior aos homens e digno de ser amado sobre todas as coisas, mas é igual aos homens!
Como conseqüência, o homem deve conhecer a si mesmo – através do que chamam de iluminação – e perceber que ele é “deus”.
A Nova Era é a “religião” dos homens igualitários que se julgam “deuses”. Cristo, Rei do Universo. Com uma tiara na cabeça e segurando o globo terrestre apoiado em Seu joelho, Cristo recebe a homenaem de soberanos representando as nações do universo
Nova roupagem, mesma mentira
“Sereis iguais a Deus”: a sedução da Nova Era
Com a mesma mentira com que seduziu Adão e Eva no Paraíso Terrestre
“Sereis iguais a Deus” (Gen. 3, 5). É o que promete a Nova Era para os que se deixam enganar pelo veneno igualitário do demônio.
É o orgulho levado às últimas consequências, mediante o qual o homem se esquece de Deus para amar a si sobre todas as coisas.
“Eu via Satanás cair do céu como um relâmpago” (Lc 10, 18). Aquele que iluminava, agora vive nas trevas tentando os homens.
Para a Nova Era, o homem precisa atingir a consciência de que é deus, precisa se iluminar. A iluminação é o processo através do qual o homem perde a sua individualidade, entregando-se, como uma gota d’água no oceano, à grande energia primeira. Através dessa prática, o iniciado se reconhece divino, assim como todos os objetos, formando uma só energia com todos eles.
Gnomo, uma das "divindades" da nova pseudo-religião
A filosofia básica da Nova Era é o panteísmo. Segundo essa heresia, existe apenas uma realidade, que é a energia cósmica (que alguns chamam de deus), o resto é o maya (ilusão). Toda a diversidade de seres (sejam minerais, vegetais, animais ou mesmo espirituais) é uma ilusão dos sentidos, que tende a ver diferenças onde só existe igualdade. Tudo manifestação de uma mesma energia, que é divina e espalhada em todas as coisas.
O demônio é o pai da mentira, homicida desde o princípio, e não permaneceu na verdade” (João 8, 44).
A reencarnação evolucionista
Imaginando-se deus, o adepto da Nova Era naturalmente é levado a negar a justiça divina (já que essa justiça pressupõe a existência de Deus superior aos homens) e, em seu lugar, aceita a doutrina espírita da reencarnação.
Contra essa doutrina, há o ensinamento formal de São Paulo: “Está decretado que o homem morra uma só vez, e depois disto é o julgamento”(Hebreus 9, 27).
O xamanismo é um termo genericamente usado em referência a práticas etnomédicas, mágicas, religiosas (animista, primitiva – adoração de animais) e filosóficas (metafísica), envolvendo cura, transe, metamorfose e contato direto entre corpos e espíritos de outros xamãs, de seres míticos, de animais, dos mortos etc..
o xamã vem do russo, corresponde à práticas dos povos não budistas da região asiáticas e árticas especialmente a Sibéria (região centro norte da Ásia).
Autoconhecimento e redenção
A Nova Era afirma que o problema do homem não é o pecado, mas a ignorância. Conhecer-se a si mesmo, eis o lema da Nova Era:
Não é mais a Redenção de Nosso Senhor Jesus Cristo que abre as portas da eternidade, mas o próprio homem que se julga salvo pela sua natureza divina.
Desta forma, o supremo ato de amor de Deus é substituído pelo supremo ato de orgulho de quem julga ocupar o lugar de seu Criador.
Para esses adeptos, não há inferno, não há castigo, não há justiça. O erro (pecado) de uma vida não será castigado na eternidade, mas numa encarnação menos evoluída ou mais sofrida, onde aqui se faz, aqui se paga. É a chamada Lei do Carma.
Canalização da Energia Cósmica
Não é pensando que se ilumina, é mediante a meditação por dentro de si, mediante a canalização da energia por dentro do próprio corpo.
Para esse fim nos levariam o tarô, os búzios, quiromancia, astrologia, numerologia, cristais, certos tipos de medicina alternativa e de acupuntura etc. Tudo é usado para dar uma nova visão ao ser humano, uma nova maneira de experimentar a realidade.
Apesar de afirmar que objetiva a restauração da saúde por meio da aplicação de agulhas em pontos estratégicos do corpo que, segundo os especialistas, estimulam o sistema nervoso, aliviando dores e solucionando problemas orgânicos e psíquicos, a acupuntura, que tem seu berço na China e na Índia, se apóia na premissa de que tais agulhas são para estimular pontos do corpo denominados no hinduismo chacras e no taoísmo, meridianos. Nas duas culturas, esses pontos são vistos como fortes locais energéticos, e as agulhas supostamente tocam no chi ou “espírito”, também chamado “força”.
Segundo os taoístas, as enfermidades são ocasionadas por falta de equilíbrio nesses pontos. Mas que equilíbrio? De acordo com os acupunturistas, o equilíbrio das energias negativas (yin) e positivas (yang). O que está em foco é o princípio esotérico do yin-yang o que por si só já compromete para o cristão o uso da acupuntura.
Ainda de acordo com a filosofia taoísta, o ser humano é um todo que não pode ser dividido ou entendido em uma dualidade, como corpo e alma separados. Por isso o taoísmo trata com igual importância e como se fora uma só entidade todas as manifestações físicas e psíquicas, o que é a base filosófica da acupuntura. Segundo esse ensinamento, a acupuntura cura porque facilitaria essa harmonia, o que levaria a pessoa a uma melhor compreensão de si mesmo - a base busca do auto-conhecimento, a procura do “Eu interior”, doutrina bastante propalada pela Nova Era.
Segundo o taoísmo, o corpo humano possui 360 pontos distribuídos em linhas. A acupuntura estimularia esses pontos, com base nos princípios taoístas, para aliviar sintomas e dores. O taoísmo está presente ainda hoje na vida cultural é política da China, através de manifestações populares como o chi-kung, arte de autoterapia; o wu-wei, prática da inação; a ioga, as artes marciais wu-shu ou kung fu e a acupuntura.
Mateus 24:24 Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos.
Além disso, a Bíblia não fala nada sobre pontos específicos do corpo. A Bíblia não fala nada sobre equilíbrio das energias vitais ou corporais. Ela afirma que o ser humano é corpo, alma e espírito, e só.
O Deus da Bíblia não é uma energia impessoal ou uma combinação de forças positivas e negativas com diz o Taoísmo. (Isaías 43.15).
Os cristais e as pirâmides são muito usados pelos adeptos da seita, pois seriam uma maneira de canalizar essas energias e curar doenças, atrair prosperidade, levar a um grau de consciência superior.
Trata-se, na realidade, da volta ao paganismo primitivo, com suas milhares de superstições e idolatrias.
“Na superfície, o movimento New Age parece um movimento de paz. Entretanto, é ocultista, mesmo quando Satanás não é mencionado. O ‘deus’ da New Age não é o Deus do cristianismo
Fica o alerta: em nossas dificuldades, não procuremos soluções onde elas não existem; desconfiemos dessas práticas ocultistas, verdadeiras ciladas para a perdição das almas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE SUA MENSAGEM AQUI